Gabriela Marcon   E-mail Facebook Twitter Blogger
 
Home   Perfil   Imprensa   Mestre de Cerimônias   Multimídia   News   Contato
 
     
 

_News

 
 

Arquivo

  Abril 2017
  2016
  2015
  2014
  2013
  2012
  2011
 
 
Projeto Estímulo oferece bolsas de estudo de dança
 
Crianças e adolescentes de escolas públicas de Caxias do Sul serão selecionados
no dia 17 de novembro, no Ballet Margô 

“Eu não conseguiria voltar à vida que eu tinha antes de começar a dançar”. Estas palavras são do jovem bailarino David Cruz, 16 anos, que passou por uma mudança bastante significativa em seu cotidiano desde que foi selecionado, em 2010, para participar do projeto “Bonecos – Sonhos e Memórias”, do Ballet Margô. Tanto é assim que ele costuma comemorar dois aniversários: o de seu nascimento, em 7 de janeiro, e o do dia em que colocou os pés na escola de dança, em 14 de setembro daquele ano.

O principal objetivo do projeto “Estímulo”, aprovado neste ano pelo Financiarte, é dar continuidade ao “Bonecos – Sonhos e Memórias”, também aprovado pelo Financiarte/2010 como montagem de espetáculo, quando 53 crianças e jovens, matriculados em 23 escolas públicas e cinco instituições educacionais, se inscreveram para a audição pública. Ao final do processo, 29 estudantes foram selecionados para o projeto. Entre eles, David. “A ideia é trazer outras crianças e adolescentes menos favorecidos financeiramente para vivenciar a dança”, afirma a produtora cultural e professora do Ballet Margô, Katherine Brusa, idealizadora do projeto.

De acordo com ela, a proposta é instigar o aproveitamento artístico e cultural da cidade, estimulando a formação de público. “Dois anos se passaram e a experiência está sendo ótima, pois novos talentos foram descobertos. As crianças e os adolescentes que continuam conosco estão aqui porque merecem”, diz Katherine.

Nesta etapa, o “Estímulo” vai oferecer 20 novas bolsas de aprendizagem gratuita de dança nos estilos Clássico, Contemporâneo e Hip Hop a estudantes matriculados em escolas e instituições públicas de Caxias do Sul. Podem se inscrever crianças (a partir dos 8 anos de idade) e adolescentes de escolas e instituições públicas.

Para participar da audição, que acontece no dia 17 de novembro, é necessário apresentar documento de identidade, comprovante de matrícula em escola pública, roupa adequada, além de estar acompanhado de um responsável. Os selecionados deverão comprovar, ao longo dos estudos, o bom desempenho escolar.

Comprometimento e responsabilidade

“O primeiro fator interessante desse trabalho todo é o comprometimento. Eles têm e precisam ter responsabilidade, essencial no aprendizado da dança. Eles chegam com pouca experiência e surpreendem, como o David, que já ganhou prêmios de melhor bailarino”, destaca Katherine.

Estudante da Escola Melvin Jones, David é um daqueles meninos que foram, digamos assim, resgatados pela arte. Há dois anos, quando foi selecionado para participar do projeto “Bonecos”, o jovem caminhava de sua casa, no Bairro Monte Carmelo, até a escola de dança que fica no bairro Nossa Senhora de Lourdes, pois não tinha dinheiro para ir de ônibus. A pé, o trajeto demorava até uma hora. Só esse esforço dá a medida do quanto ele estava determinado a agarrar a oportunidade de dançar e, a partir daí, assumir, sem a presença e o apoio constante dos pais, a escolha de trilhar pelo ambiente artístico. “No início foi difícil. Eu não conhecia nada do mundo da dança. Mas quando eu percebi, já estava no meio profissional”, conta David.

Quando ele se refere (e com orgulho) ao “meio profissional”, está querendo dizer que em pouco tempo, mas com muita dedicação e uma boa dose de talento nato, foi aprovado na audição da Escola Teatro Bolshoi em dança contemporânea e conquistou dois prêmios de dança como bailarino revelação: no Brasil em Dança, em Porto Alegre, e no Festival Mery Rosa, em Itajaí (SC). A dança também já proporcionou à David viajar por várias cidades que ele sequer imaginava que um dia iria conhecer. Na lista estão São Paulo, Indaiatuba e Paulínia, no estado de São Paulo, e Joinville, Itajaí e Florianópolis, em Santa Catarina, sempre participando de festivais nos quais o Ballet Margô inscreve coreografias. Em 2013, David está se preparando para dançar em Curitiba, e vai retornar a Porto Alegre e Florianópolis.

Além das aulas no Ballet Margô, o projeto também pretende estimular as crianças e os adolescentes, como David, a participarem de atividades culturais da cidade, através de espetáculos, mostras e feiras de todos os gêneros artísticos.

OUTRAS INFORMAÇÕES
Ballet Margô | 54 3222.5338
Av. Júlio de Castilhos, 108 (esquina do Colégio Madre Imilda)
balletmargo@gmail.com
www.balletmargo.com.br
Katherine Brusa | 54 9215.1504


 
 
 
     
 
Gabriela Marcon E-mail Facebook Twitter Blogger Desenvolvimento WCM3 Agência Web Digital Feeling - Estúdio de Criação